Mês: setembro 2018

Confira como foi o 3º Fórum em Roda de Rio Preto que reuniu 99 pessoas!

Confira como foi o 3º Fórum em Roda de Rio Preto que reuniu 99 pessoas!

Texto adaptado: Regiana Nogueira Dias

O 3º Fórum em Roda de São José do Rio Preto ocorreu no último dia 19 de setembro, no AELUZ – parceira do programa – e contou com a presença ilustre do Dr. Paulo Lucas, Coach de Saúde e Inteligência Emocional, que possui extenso currículo de formação na área, para mediar o tema Prevenção ao suicídio: Desistir não é uma opção! Em companhia do palestrante, estavam dois convidados para acrescentar seus conhecimentos à roda de conversa, sendo eles Meire Morais, empresária no ramo de confecções, e Marcelo Romero, Engenheiro Civil e Proprietário da MG Romero Engenharia Civil. O evento contou com a participação dos alunos do Curso de Qualificação Profissional em Empreendedorismo, que foram os responsáveis pela organização e realização do encontro.

A abertura do Fórum foi realizada pela Coordenadora Local do Programa Conecta, Cibele Brandão, que apresentou o trabalho que a Copersucar e o Instituto Crescer realizam na cidade. Em seguida, o Dr. Paulo Lucas deu início à palestra com dados da  Organização Mundial da Saúde que diz que a cada dez pessoas que pensam em suicídio, oito de fato realizam ou tentam de alguma forma. Porém, pode-se prestar atenção a comportamentos que indicam um estado que pode levar alguém a isso, sendo eles a solidão, depressão, transtorno emocional ou mental.

Ouvir, ter compaixão, estar à disposição e demonstrar afeto traz o sentimento da pessoa à tona, fazendo ela conseguir dialogar e se abrir para uma conversa.” Trecho dito pelo Dr. Paulo Lucas na palestra.

O médico enfatizou a importância de orientar quem está necessitando de ajuda a procurar um profissional, pois não se pode avaliar em qual nível está a condição emocional desta pessoa. Com isso, o doutor passou a palavra para o seu convidado Marcelo Romero, que trouxe para o público sua experiência pessoal em lidar com uma situação desta e como é importante buscar ajuda para se curar. Depois foi a vez de Meire Morais relatar suas experiências de superação. Encerrando os depoimentos, foi aberto a rodada de perguntas do público para tirarem dúvidas sobre o tema.

“Todas as pessoas que cometem suicídio não querem tirar a própria vida, mas sim tirar a sua dor.” Resposta do Dr.º para uma pergunta do público.

Foram feitos agradecimentos aos palestrantes e aos alunos do Curso de Qualificação Profissional em Empreendedorismo, também foram entregues brindes feitos pelos alunos da 1ª Turma de Rio Preto do Programa Conecta. Por fim, o público aproveitou o Coffee Break, organizado pelos alunos, para integração e troca de ideias.

Confira as fotos!

9º Fórum em Roda de Santos reuniu 94 pessoas confira!

9º Fórum em Roda de Santos reuniu 94 pessoas confira!

Autora: Aline Correia

No último dia 20 de setembro, aconteceu o 9º Fórum em Roda de Santos sob a temática Horta Urbana: vida saudável começa em casa! que contou com a participação dos alunos do Curso de Qualificação Profissional com formação em Empreendedorismo, que foram os responsáveis pela organização e divulgação da atividade. O evento foi realizado no auditório da Universidade São Judas Campus Unimonte – parceira do programa – e contou com a presença do mediador Pedro Trasmonte, idealizador da Morphos Ambiental e ex-aluno do Conecta.

A roda de conversa iniciou-se às 19 horas e contou com a participação de 94 pessoas, entre convidados, universitários da própria São Judas e comunidade local.

“Superou minhas expectativas. Pelo tema, esperava algo mais teórico. Estava enganado! Foi muito didático e dinâmico, fiquei com vontade de tirar do papel o projeto que há tempos fiz com minha esposa, mas que por falta de conhecimento, acabamos não realizando. Com as dicas do Pedro, com certeza, voltaremos a pensar em criar nossa própria horta.” Depoimento do empresário Willians Reis.

Trasmonte trouxe para os participantes uma abordagem sobre horta sustentável e os benefícios de cultivar seu próprio alimento. Também tirou dúvidas e ensinou na prática como plantar com ajuda do público presente. Todos interagiram com o mediador , trazendo suas experiências de vida e tirando dúvidas sobre o assunto. Após o bate papo, o público aproveitou o coffee break oferecido e preparado pelos alunos do curso. Foi um ótimo momento para interação e troca de ideias.

“Achei a roda de conversa muito produtiva e com riqueza de detalhes. O mediador foi bem dinâmico e nos mostrou as vantagens do plantio em casa, o que podemos cultivar e qual é o melhor recipiente para fazer isso. Inclusive, como sou professora, já levei o projeto para a diretoria do colégio em que trabalho e em breve colocaremos em prática. Não posso deixar de falar do coffee break, super organizado, bem pensado e uma delícia! Parabéns a toda equipe envolvida, sucesso!” Depoimento da professora Claudia Noé.

Por fim, o evento contou ainda com sorteio de brindes e serviços cedidos pelos empreendimentos dos alunos do Curso de Qualificação Profissional em Empreendedorismo.

Confira algumas fotos do evento!

 

 

Alunos do Conecta Santos conhecem o terminal e colaboradores da Copersucar, confira!

Alunos do Conecta Santos conhecem o terminal e colaboradores da Copersucar, confira!

Autor: Gabriel Callari

No último dia 13 de setembro, os alunos do curso de Empreendedorismo do Conecta Santos tiveram a oportunidade de fazer uma visita ao TAC (Terminal Açucareiro Copersucar). Após a aula pela manhã, se dirigiram para o porto para conhecer mais da empresa responsável pelo projeto que, em pouco mais de um mês, já está provocando mudanças pessoais e profissionais na vida de cada aluno.

Os alunos foram recepcionados pela analista de comunicação Bruna Duarte e tiveram uma apresentação sobre segurança no trabalho, tanto em âmbito comportamental quanto dos equipamentos necessários para garantir a segurança na visita ao terminal. O tour liderado pela Bruna mostrou à turma diversos setores que compõem todo o espaço da Copersucar, dando maior perspectiva sobre a produção, distribuição e tratamento do açúcar e do etanol.

No dia seguinte, os alunos receberam a visita bastante produtiva de colaboradores da Copersucar na São Judas Campus Unimonte. A gerente de sustentabilidade, Mônica Jaen, a analista de sustentabilidade, Dorothee Polzer e Fernando Quagliato, estagiário da empresa, apresentaram os processos que envolvem o tratamento do açúcar e do etanol dado pela Copersucar. O colaboradores também falaram sobre a importância da responsabilidade ambiental e profissional em cada etapa desse processo automatizado e seu desenvolvimento até chegar aos pontos de venda, como postos, mercados e outros comércios.

Os alunos também se apresentaram e falaram sobre seus negócios, além de demonstrar à equipe Copersucar como o Projeto Conecta já está fazendo diferença em suas vidas. Após a apresentação, os alunos puderam tirar dúvidas sobre o processo de produção e conhecer mais detalhes do modelo de negócio adotado pela Copersucar que faz a conexão entre usinas e o cliente, pois comercializa o açúcar e o etanol em larga escala, enquanto ainda realiza toda a operação logística. Por fim, puderam entender como consumir o açúcar de maneira equilibrada.

Confiram as fotos das visitas!

Oficinas gratuitas de vôlei para jovens têm inscrições abertas em Santos!

Oficinas gratuitas de vôlei para jovens têm inscrições abertas em Santos!

O Programa Conecta, parceria entre a Copersucar e o Instituto Crescer, está com inscrições abertas em Santos/SP para as turmas da Ação Saúde e Vida, que promoverá oficinas recreativas de vôlei gratuitas para jovens de 13 a 17 anos. O Programa conta com apoio do Fundo de Solidariedade e da São Judas Campus Unimonte da cidade de Santos.

As inscrições podem ser feitas através do link: https://goo.gl/forms/yN90AfcAEBF711L13

As oficinas ocorrerão no Centro Turístico, Cultural e Esportivo do Morro São Bento, duas vezes por semana. Serão realizadas atividades que contribuam para o aprimoramento das habilidades motoras e cognitivas específicas do Voleibol, permitindo que os jovens superem desafios e vivenciem o sentimento de ganhar e perder, fundamental para o desenvolvimento humano.

Vem fazer desse time! 😉

 

 

 

Turma de Rio Preto visita o terminal da Copersucar, confira!

Turma de Rio Preto visita o terminal da Copersucar, confira!

Autor: Danilo Gonçalves

Os alunos que participam do curso de Empreendedorismo do Conecta de São José do Rio Preto, tiveram a oportunidade de conhecer de perto o Terminal Multimodal da Copersucar, no dia 13 deste mês. Nesta visita, a turma pode conhecer mais sobre a empresa, que investe forte na capacitação dos jovens empreendedores através do Programa Conecta.

A Copersucar faz a conexão entre usinas e o cliente, comercializando o açúcar e etanol em larga escala, ao mesmo tempo em que realiza a operação logística, com capacidade de integrar todos os elos da cadeia de valor. Sua estratégia de crescimento e perenidade está alicerçada na gestão da sustentabilidade. A empresa tem como propósito conectar o campo ao mundo, produzindo energia renovável e alimento natural para o bem-estar da sociedade e investindo socialmente nas comunidades de seu entorno. (Fonte: Site Copersucar)

Durante a visita, a equipe de gestão da unidade do Terminal contou aos alunos a história, proposta, metodologia e abrangência da companhia no mercado, apresentando os quatro elos da cadeia de valores, que torna possível a conquista de resultados pelo foco e estratégia. Por fim, a turma teve a chance de conhecer as instalações da unidade e o caminho do açúcar, desde a entrada dos caminhões carregados até a saída do açúcar nos vagões de trem.

“Essa experiência foi maravilhosa para mim, senti que esse novo grupo veio com muita energia em relação ao empreendedorismo e também sabendo sobre a história da Copersucar. Sou suspeito para falar sobre esse projeto que eu amo muito, desde o primeiro dia em que fui convidado a ir na abertura da primeira turma do Conecta. Nessa visita aprendi muito com eles, ou melhor, cada dia aprendo mais com esses jovens. Espero ter contribuído um pouquinho com essa visita.” Depoimento do funcionário da Copersucar: Vitor  Guimarães. 

Confira as fotos da visita!

Jovens empreendedores: em busca de novas possibilidades e realizações!

Jovens empreendedores: em busca de novas possibilidades e realizações!

Autora: Mariane Ourique de Abreu

A turma de empreendedorismo de São José do Rio Preto recebeu na manhã do dia 31 de agosto, no AELUZ, a visita do empreendedor Ulisses Cury Neto, proprietário da empresa Beatcycle, um studio de bike indoor. Ulisses proporcionou uma dose extra de ânimo para a turma, com toda a sua simpatia, expertise, gentileza e alegria, ao explicar a partir de sua visão particular, os principais itens relevantes que se deve atentar ao empreender.

“Para mim, ser bem-sucedido é quando você é altamente pago por algo que você pagaria para fazer.” Depoimento do empresário Ulisses Cury Neto.

Transcender para a sociedade o que de fato esses empreendedores acreditam, propagando suas missões, visões e valores por meio dos seus empreendimentos é mais que uma inspiração, mas um belo exemplo de cidadania. E os alunos que ainda buscam aplicar tudo isso da melhor maneira possível, acreditando e investindo seus primeiros passos nos ombros de empresas consagradas e em professores competentes para ensinar da melhor maneira possível,  é apaixonante.

De forma didática, Ulisses categorizou 3 tipos básicos de empreendedores, sendo eles:

  • O Pessimista, que define sua meta abaixo de uma realidade possível por não acreditar nas adversidades positivas, se apega apenas ao famoso “Se”.
  • O Realista, que elabora suas metas no patamar mais seguro possível, evitando uma maior amplitude, pois se mantém preso a sua capacidade atual.
  • E por fim, o Visionário, com o qual ele se identifica, que lança alto suas metas buscando sempre mais e tornando o 100% sempre inatingível para que assim tenha cada vez mais motivos para subir mais e mais.

Diante disso, ele destacou a diferença entre ambição e ganância. Ser ambicioso é um botão motivador da nossa personalidade, enquanto o ganancioso é um desvio. Destaque este, que deve ser mantido em mentes empreendedoras continuamente. Mas não se antecipe, haverá muito mais coisas para se manter em mente!

Ainda dentro da definição visionária, orientou os alunos sobre a frustração e expectativas que, segundo ele, devem ser mantidas no nível 0%. Dessa forma se vive mais motivado e desprendido das possibilidades negativas.

Ampliando as orientações, aconselhou o desenvolvimento de habilidades. Desenvolver técnicas pessoais para atingir seus objetivos de maneira mais assertiva e autêntica. Deu como exemplo, ele mesmo, ao precisar se destacar aos 10 anos de idade na empresa do pai para conseguir mais vendas, pois queria não só comprar o lanche da escola, mas também seus brinquedos. E amarrado a isso, mostrou que ser exemplo é o melhor que se pode fazer para gerir uma equipe.

“Suas atitudes falam mais alto que suas palavras”.

A leitura de livros voltado para o empreendedorismo e de técnicas de desenvolvimento pessoal e intelectual, segundo Ulisses é o melhor amigo do empreendedor. Suas indicações são: “Os segredos de uma mente milionária”, “Pai pobre e Pai Rico”, “O negócio do século XXI” e “O poder do hábito”.

Nesta fase do bate papo, evidenciou o poder da disciplina, conselho este diretamente interligado em ser bom exemplo, já explanado. Elucidou que ter medo faz bem ao empreendedor, pois o mantém mais próximo possível da sua realidade e estabilidade financeira, assegurando que em momentos de crises é onde se têm mais possibilidades de sucesso e quando grandes empresários obtiveram êxitos.

Fez a pergunta: “quanto tempo posso viver se vender tudo o que tenho hoje?”, baseado em experiências e em aconselhamentos que obteve, chegando à conclusão que teria um fim e a partir disso, aconselhou investimentos independentes do trabalho e do empreendimento principal dos alunos, para que possam ter mais segurança financeira.

Por fim, mostrou à turma com muito bom humor e energia que empreender é mais que o simples fato de fazer algo que renda dinheiro, é um desafio pessoal diário sobre se tornar uma pessoa melhor e trabalhar intensamente os próprios instintos e visão sobre as variáveis cotidianas de um empresário.

“Nos ofereceu um banquete de motivação, cardápio este que deve ser seguido no café, almoço e jantar por qualquer empreendedor.” Depoimento da aluna Mariane Ourique de Abreu

Confira as fotos deste encontro!

 

Participe do 9º Fórum em Roda de Santos que abordará o tema “Horta urbana: vida saudável começa em casa!”

Participe do 9º Fórum em Roda de Santos que abordará o tema “Horta urbana: vida saudável começa em casa!”

Autor: Lucas Di Giuseppe

Cada vez mais pessoas se preocupam com a origem de seus alimentos e buscam também uma alimentação mais saudável. E muitas vezes os valores de produtos que atendem essas exigências parecem mais altos do que o desejável. Pensando nesse cenário, está crescendo uma tendência, em diversas regiões do mundo, onde moradores locais criam suas próprias hortas, comunitárias ou não, para o consumo de alimentos mais saudáveis e com um custo final menor do que nos supermercados.

Muitas destas iniciativas têm virado também um negócio. Para combater o desemprego, empreendedores buscam as hortas urbanas para gerar renda e obter lucro! Isso se deve ao grande apelo de serem produtos naturais vendidos e consumidos na própria região. A tendência ainda tem um apelo muito pertinente que é a sustentabilidade. Além de todos esses benefícios, é possível gerar empregos e é um forte agente social, ajudando pessoas em situação de vulnerabilidade.

Mas quais são os primeiros passos a se tomar para que tudo isso seja viável? Qualquer um pode começar uma horta comunitária? Quanto eu vou gastar pra isso?  Para tirar  essas e outras dúvidas sobre o tema, participe do 9° Fórum em Roda em Santos, que abordará o tema “Horta urbana: Vida saudável começa em casa!”.

Para confirmar presença, acesse o evento em nossa página do Facebook: https://goo.gl/2umuH8

Mediação >  Pedro Trasmonte

foto-1-pedro-santos.jpg

Formação:
*Graduado em Ciências Biológicas -UNISANTOS
*Especialista em Gestão Ambiental – UNESP*
Experiência Profissional: 
> Atuou como apoiador do projeto de monitoramento ambiental da dragagem do Porto de Santos;
>Como biólogo em diversos projetos no Monumento Nacional Ruínas Engenho São Jorge dos Erasmos –     PRCEU USP;
>Idealizador e líder da Morphos Ambiental;

2018_Copersucar_ModeloCartaz_Santos_9°Fórum_NomedoMediador_PNG.png

Contamos com sua presença!